terça-feira, 7 de novembro de 2017

Destino Bahia - Parte 3/7 - Paraty - Buzios

Paraty a Buzios - aprox 180 milhas - 2 dias

Saímos pela manhã de Paraty sem muita pressa já que chegaríamos dia seguinte após as 12h.
Fiz a rota no laptop via Opencpn e plotei no chartplotter do barco manualmente. A meu ver fazer rotas é muita responsabilidade, basta ver o que houve com um barco da Volvo Ocean Race amplamente divulgado. O Wagner do Veleiro LevaVento havia me passado o Tracklog que havia feito, assim eu tinha os ponto críticos como referência e que me salvou a pele mais adiante.

Seguimos à vela, mas com pouco vento e como não era uma viagem de passeio, era uma entrega de barco,,,, dá-lhe motor.

Manhã da saída em Paraty, linda como sempre 


Deixando Paraty para trás


Patrick tentando pegar algum peixe


Velas ao vento


No cockpit sempre em duplas, não havia piloto automático, então ficávamos 1h por vez no timão.


A região é infestada de Navios, pudera, estávamos a apenas 10 milhas da costa.


E pela manha,,, a entrada do Boqueirão. Se você não conhece, está perdendo, é linda. 2 rochedos imensos de cada lado e você no meio com seu barquinho. Impressionante



Ai começa um perrengue daqueles. Eu uso vários programas com cartas náuticas pra cruzar informações entre elas as Raster da marinha, que muita gente diz que está errada e que é ruim mas é grátis, a Navionics que é paga e que muita gente elogia pra caramba, mas que é COPIA das cartas da marinha (tenta chegar a Guaraqueçaba e a Joinvile pra ver) e a CCGold de um amigo que plota a minha rota la e dá o ok. 


Abaixo o tacklog do LevaVento que tem 2m de calado que enviado pelo Capitão Wagner.


Então tracei a rota beeeem junto à margem, ja que ali indicava 2.7m e o levavento havia passado


Mas o comandante optou por fazer esta.


 Ai fudeu...... bateu embaixo, gerou stress e fui duramente criticado por EU havia feito a rota, porque MEU amigo estava errado, porque, porque porque e so parou a reclamação porque mostrei o tracklog E sobrepondo as imagens:
Em AZUL minha rota
Em vermelho tracklog do Levavento
Em verde tacklog do Kanoa
Explicando, ROTA é o caminha a ser seguido,um plano, TRACKLOG é o caminho que você efetivamente fez.

Como havia ondulação e estávamos bem lento, conseguimos manobrar e voltar para dar a volta na ilha, resolvemos seguir por fora.

Já voltando vimos uma procissão de barcos indo a uma santa na fenda da ilha.


E finalmente chegamos a Buzios.


Eu não conhecia Buzios,,, ohhh lugar pra passar uma temporada boa. Pra quem gosta de agito é claro. Eu gosto, mas tem prazo de validade, tem dia que uma praia deserta me basta.


A orla é maravihosa


Rotina em toda parada: comprar comida, diesel, água, banho, lavar roupa etc etc etc

Ficamos 2 dias ali, e zarpamos com aviso de mal tempo, ressaca, ventos fortes e ondas altas,,, bom, como estávamos a favor do vento e onda e a motor, seguimos em frente.



segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Destino Bahia - Parte 2/7 - Ilha Bela a Paraty

Ilha Bela a Paraty, aprox 77 milhas

Essa distância depende de onde você entra já que tem muuitos lugares lindos pra visitar. 

Noite bem dormida seguimos viagem, fizemos uma motorada tranquilha até Paraty. Já na saída um vento excelente, barco a 7 nós fácil, também pudera com uma genoa daquele tamanho ajuda bastante. Fomos dando bordo buscando alinhamento a Paraty e no PENÚLTIMO bordo, o cabo da genoa não foi manuseado a tempo e a vela ficou nas cruzetas e lá se foi a genoa, um baita rasgo. Bom,,,, havia outra, menor mas ainda não entendi porque o comandante (e dono do barco) não quis fazer a troca pois preferiu ir a motor. 

Essa foto foi logo na saída de Ilha Bela, um vento excelente


Passamos por fora das ilhas e perdemos vários pontos lindíssimos de se ficar, mas o intuito da viagem era entregar o barco. Chegando em Paraty pela manhã, tiraram essa foto. Minha com certeza não foi, pois não era meu turno, não tenho maquina fotografia e nem sei tirar fotos boas kkkkkk

Meu turno havia sido até as 4h e as 7h ja estava no cockpit pra ver a chegada e dar uma olhada na rota ja que fiquei encarregado dela. Essa tarefa nao me agrada muito porque acho de muita responsabilidade se errar ferrou, não é dificil e até divertido mas,,,,,, então adotamos que eu faria a rota e depois pelo menos mais 2 pessoas a revisariam. Mais a noite conversando com o Andre ele me contou que muita gente bete numa laje, que pra variar esqueci o nome, e revendo o tracklog,,, haviamos passado EM CIMA da tal lage, totalmente fora da rota que eu havia traçado. Presumo que era maré alta, senão teríamos ficado por la.

Praia do Cantagalo, mais conhecida como "Praia dos Vagabundos"




Ai ficamos pra repor as forças, limpar o barco, reabastecer ir visitar o brechó nautico, deixar umas peças e pegar uma corrente de 20 metros.

Nesse dia recebemos a visita do querido amigo e morador local Ziegot e Andre. Lá atras sou eu, fui nadando do barco à praia.

Tai a turma reunida .

Eeeee como ninguém é de ferro, vamos ao que interessa.... 

Durante a tarde o Got fez 2 pães deliciosos, comecei a pegar a receita mas tive que outros afazeres e acabei perdendo a oportunidade de aprender.

Compramos uns peixes pro Ricardo mostrar seus dotes culinários, já que era o cozinheiro oficial.

Enquanto isso o papo corria solto a bordo, hora magica essa do fim do dia.



E tá ai o resultado

A noite o Andre se junta a nós. 
Dá uma olhada no capricho cdo prato do Ricardo 

E como temos que manter a tradiçao,,,,,, que venha o xurras....

Feito por mim,,,,, claro kkk


Nossa passagem por Paraty foi essa, abastecer, descansar, comer e seguir. Proxima perna, Paraty - Buzios.
O local é magico, pena que ficamos pouco tempo mas fim do ano estamos escalados pra ir de férias de novo e ai sim, ficar com calma, dormir sem hora pra acordar, realmente ficar sem fazer nada até enjoar.

T+

JD

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Destino Bahia - Parte 1/7 - Antonina a Ilha Bela

Salve pessoal,

Como prometido só irei postar o que for mais relevante senão fica sem sentido e chato tudo isso aqui.

Desta vez foi grande, pelo menos pra mim, 3 anos atras não passava da Ilha do Teixeira, depois fui a Porto Belo, depois Paraty e agora,,,,, levamos um Main35 pra Itaparica - BA

Total de 23 dias parando em Ilha bela, Paraty, Búzios, Vitoria, Caravelas, Ilhéus e finalmente em Itaparica. A tripulação foi composta por mim, Pio (comandante), Ricardo (Taifeiro) e o Patrick

O Comandante Pio veio da Bahia para preparar o barco, ficou uns 2 meses e trabalhou muito, barco dá muito, mas muito trabalho e numas das minhas idas para dar uma força, perguntei: "Ohh Pio,,, cadê o guincho, não tem?" kkkk
Essa foi uma noticia não muito boa, mas a pior foi que o piloto automático não funcionou,,, pqp, 1200 milhas no braço não seria fácil, mas eu estava muito focado na viagem e fomos assim mesmo.

Não me lembro de todas as datas pois quando se está embarcado perde-se a referência de tempo rapidinho mas vai o que tenho:

Dia 20/06 - Saida de Antonina - Ilha bela a 219 milhas


Galera animada 


Saímos 3a. feira a tarde para ancorar na Ilha das Peças já nos ambientando com o barco e seu balanço e já calibrando o Labirinto.
Pegamos o fim de uma frente fria e bota fria nisso, eu estava com roupa de tempo (tudo impermeável) e a 2a. pele da Sollo, aquela mais grossa, comprei uma bota excelente contra agua, não entrava uma gota, mas também não saia e a meia ficava úmida rapidamente e claro,,,, a toca, item obrigatório para os carecas.





Dia 21/06 - Saida de Paranaguá
Na madrugada perdemos a âncora numa rodada de maré pois o Kanoa não usava corrente, somente cabo. As 5h da manha já estávamos quase fora do rio. Seguimos para a Paranaguá no Porto Oceania para comprar outra. Inicialmente íamos sair pelo canal Norte, já passei la várias vezes sem o menor problema mas o comandante foi aconselhado a sair pelo Sueste, virado para o sul mas acabamos saindo pela Galheta, mexida como sempre e dando o bordo (virando) antes da boia 1.

Aqui o Pio fazendo oferendas pela troca de nome do barco


O Plano inicial era seguir direto a Paraty onde segundo os cálculos astronômicos e metafísicos seria em 2 noites e 2 noites dos infernos vento contra e forte, motor em alta fazendo 3 ou 4 nós.
Lá pelas tantas perdemos uma bombona de diesel  e desviamos para Ilhabela, passando Alcatrazes  entrou vento muito bom e disparamos na velocidade, pena que ja era na chegada.

Amanhecer no meio do mar, horário único e incrivelmente belo.

Turnos sempre e dupla pois estávamos sem o piloto automático então o barco foi levado na mão até o destino, 100% do tempo em navegação com pelo menos 2 tripulas no cockpit.


Atracamos no Yatch Clube de Ilha Bela sempre muito bem recebidos pelo pessoal. Ali pusemos o barco em ordem, compras, agua e diesel e claro,,,,,, um merecido descanso.


Logo posto o restantante

T+

JD



quarta-feira, 7 de junho de 2017

Velejadas - 1o. semestre 2017

Então,

Após a viagem de férias a coisa foi devagar quase parando, mas no sentido de coisas novas ou cagadas novas. Como fomos beeem longe para os nossos parâmetros, tanto tempo e tão variados lugares é certo que queremos mais, bem mais e voltar pro quintal de casa é fodss.
Fico imaginando o que sente quem dá a volta ao mundo e retorna pra casa.

Pra não dizer que não fizemos nada, navegamos sim, mas aquele feijão com arroz, (Ilha do Teixeira, Cobras, Mel, Peças) a exceção foram as regatas e uma rápida visita à Ilha dos Papagaios, aquela do meu encalhe ali na entrada do Varadouro, ohh lugar lindo.

28 Jan 2017 - Ilha do Teixeira

Tivemos a visita do irmão da Leandra e da namorada. Ela tinha medo de água quando não dava pé, com muita calma fomos mostrando o que fazer e logo pegou o jeito e em seguida quase foi escalada pra ajudar a limpar o casco hahahaha. Dono de barco é assim, enquanto o povo se diverte você inventa uma brincadeira de mergulhar e já que esta mergulhando porque não passar um paninho no casco, quilha, leme e rabeta, limpar tomas de casco, hélice, Rabeta e as entradas de água, etc etc etc. Por acaso você sabe qual o melhor barco do mundo? Resposta laaa embaixo no "PS"

Foto de celular é uma desgraça mas foi o que deu pra fazer

Tai o elemento

E a tarde conseguimos uma velejadinha basica, 4.5 nós de velocidade já da pra brincar


04 Mar 2017 - Ilha das Peças

Pra não perder o costume fomos até a Ilha das Peças, é uma das poucas praias da baia, deve ter mais mas essa é a preferida. Têm restaurantes e com sorte crianças para o Marco brincar.


Dessa vez deixei o barco em frente ao restaurante e não la no rio. 





25 Mar 2017 - Ilha do Teixeira

Passeio de fds só até a ilha do Teixeira. Desta vez foi show de bola pra velejar, já sai da poita à vela. Após uns muitos bordos passei a ilha distante 5 milhas isso tudo porque o vento é de frente, na cara.

Animados pensamos em seguir até a ilha das cobras mas o vento miou as 14:40h e ficamos a deriva, ai o jeito foi ligar o vento de porão.

Abaixo o tracklog (traçado) da velejada


A todo pano

e com 400 litros de água nos tanques, mais 50 potável, mais 100 litros de diesel, mais 30 kg do botinho, mais 30 kg do motor do botinho, mais 10 kg de gasolina, mais xxxx kg de cerveja,carne etc etc etc e ainda assim chegamos a 6 nos de velocidade. Parece pouco, mas estávamos quase que com capacidade máxima de carga e no ESTOFO, quando a maré não sobe nem desce.


Quando acabou o vento, voltamos para a Ilha do Teixeira pra passar a noite próximo aos queridos amigos do Veleiro TUTATIS, Sandra e Prieto. Barco que, lamentavelmente já foi vendido, pois estava na nossa mira, só faltou dinheiro.

Aqui estávamos tentando fazer funcionar meu AIS

E no fim da tarde seguimos para o CNA


17 Abr 2017 - Regata Ilha das Cobras

De novo me meti em regata, não gosto muito porque não tenho equipamento correto pra isso, mas aprende-se alguma coisa. Se todos os barcos fossem de cruzeiro seria diferente, mas competir com quem é construído pra andar rápido é frustrante, mas fomos.............

Olha como amanheceu Antonina.


E como la é a caçarola do inferno de quente, em 2 toques a neblina desapareceu


Já na largada foi frustrante, com a maré na vazante, acabei passando da boia de largada e tive que voltar e SEM VENTOOOO levei uma eternidade.


Seguimos em último, o destino era a ilha das Peças, umas 10 milhas aprox.

Tínhamos que contornar uma boia que era NO canal e nessa chegou um navio,,,,, mas um puta navio e claro que íamos passar ao mesmo tempo, ai aproava pro vento pra diminuir a velocidade, deu certo e o cara passou.

E nessa (não tenho fotos) a marinha me fez uma visita, alias 2 pra perguntar sobre a regata. Que nao deveríamos estar ali etc e tal... Ok comandante, sem problemas, respondi e fui...


E não é que deu o 3o. lugar de novo


Chegamos e a juría (comissão da regata) já pronta pra ir pra terra, nem  nos esperaram. Ultimo lugar é fodsss.

Quando em terra o Marco só sossega se tem companhia, ai esqueçam do piá


Dia seguinte fomos para um lugar chamado Puruquara, acho que é assim que se escreve.  Lugar tranquilo, água espelhada e um silencio ensurdecedor, já que só escutamos o zumbido do ouvido hahahahaha.

Seguimos em 4 barcos, Furioso, Prisma, Austral e Day off


Essa é a entrada do canal ainda na baia. Pensa num canal estreito, raso e perigoso é lá


Mas olha só o lugar.




Todo mundo a Contrabordo comendo, bebendo, contando historias e planejando outras.

Essa foi a última foto, mas no retorno tivemos um encalhe, isto é 2. Pra navegar nesse lugar, TEM QUE SEGUIR O TRAÇADO, porque é um canal muito estreito e numa dessas o Pádua, do Austral, se distraiu e bummm. ja ficou na margem.

Tentamos adernar o barco pelo mastro e nada,,, vira mexe rola e a água baixando, quando me dei conta já estava 1 palmo abaixo da linha d´agua, ai o Pádua amarrou na proa e o Furioso, com tudo a sua fúria retirou o barco do lugar tudo isso muito, mas muito rápido.

Enquanto comemorávamos o feito, foi a vez do Prisma encalhar. Ele é um veleiro de aço pqp de pesado de 36 pés aí meu caro,,, o bicho pega porque nem o Furioso com toda a sua fúria não ia mover 1mm aquele barcão do lugar. Por sorte seu potente conseguiu sair sem muita dificuldade. Mas que apertou, ahh apertou hahahahaha.

De resto foi tranquilo,,, sem vento, claro. Maré contra óbvio e quando chegamos na poita um puta ventão pra atrapalhar, ninguém merece.

Por agora é só, semana que vem temos novidade.

PS: é o barco do amigo. hahahahaha

T+

JD